Slide

PUBLICIDADE 728X90

Fiuk e vestido viraram os dois assuntos mais comentados na internet desde o último sábado (20). O cantor recebeu uma peça na cor prata para curtir a festa do Big Brother Brasil e complementou a produção com uma calça skinny por baixo. O look foi motivo de chacota para o participante Rodolffo, que comentou: "Alá, mandaram um vestido pro Fiuk. Como que leva um menino desses para as boates lá em Goiânia?".

Como de praxe, os looks da balada são escolhidos pela produção do programa com base no que os participantes usam no dia a dia. “Não zoa não que eu gosto de vestido”, retrucou Fiuk. "É meu estilo real, não brinca com isso não."

 O cantor já apareceu algumas vezes usando vestido no BBB - e até antes de sua participação. No programa, todos são assinados por Jay Boggo, estilista da marca J. Boggo, que também já vestiu Jesuíta Barbosa, Reynaldo Gianecchini e Mateus Solano. "Ele estava muito decidido sobre o que queria [levar para o reality]", contou Jay sobre o dia em que recebeu Fiuk em sua loja. "Quando provou o vestido preto, que tem usado bastante no BBB, ele fez uma foto na hora porque ficou impactado", revelou o estilista.

 A reação de Rodolffo ao se deparar com a escolha da produção para Fiuk não chocou apenas outros participantes, como o Gilberto, mas deixou a internet enfurecida - e o rendeu uma indicação ao paredão. "Que sem noção esse Rodolfo falando do vestido do Fiuk. Falando como que traz ele com vestido pras baladas aqui de Goiânia! Esse bolsominion não me desce!“, disse um internauta. Jay Boggo também reagiu à fala do cantor sertanejo: "Eu fiquei muito triste. Ele também é artista, né? É uma pessoa que precisa ajudar os outros a se libertar de padrões. Se o que deixa o Fiuk é usar vestido, por que ser criticado? O Fiuk é seguro. Um hétero que usa vestido". 
 Jay Boggo aposta em peças genderless em sua loja e relatou à GQ Brasil que já passou pos situações homofóbicas e constrangedoras na rua por conta de seu look. "A gente [Jay e amigos] sai pela região de Pinheiros pra almoçar e as pessoas gritam dos carros. Um dia, uma pessoa foi muito agressiva: ela saiu do carro e cuspiu no chão na minha frente", contou. "Mas a gente está firme, seguro e sabendo que estamos espalhando mais amor."
 A pergunta é: como implementar o vestido no closet e na rotina do homem? "Para o começar, eu apostaria em um vestido amplo/ largo, um jeans justo por baixo e uma bota. Esse é o look que os homens usam quando estão iniciando o vestido em suas produções. Uma saia longa com um blazer é muito chic. Um moletom oversized destruído com uma saia reta, clássica, fica sensacional. Um kimono longo até o pé, amarrado, fazendo de vestido também é sensacional", apontou Jay Boggo.

 Além de Fiuk, outras figuras do mundo artistico também apostam em saias e vestidos, como Jaden Smith (filho de Will Smith),  Asap Rocky, Harry Styles, Bad Bunny, Kanye West, Marc Jacobs e muitos outros. Mas a história é bem mais antiga do que você imagina.Além de Fiuk, outras figuras do mundo artistico também apostam em saias e vestidos, como Jaden Smith (filho de Will Smith),  Asap Rocky, Harry Styles, Bad Bunny, Kanye West, Marc Jacobs e muitos outros. Mas a história é bem mais antiga do que você imagina.

 O surgimento da saia (3.000 a.C) 
Ao contrário do que muitos podem pensar, especula-se que a saia surgiu lá trás, ainda no período Mesolítico. O homem amarrava peles de animais em volta da cintura para se proteger do frio e de machucados. Naquela época, a pele do animal tinha um valor psicológico muito relevante, que poderia significar força, bravura e habilidades de caça. Embora acredita-se que a existência dessa vestimenta surgiu durante esse tempo, o primeiro registro real do uso da saia foi em uma escultura Suméria, feita em 3.000 a.C.
 Egito Antigo (2130 a.C)
 Durante o Egito Antigo, as roupas eram simples, mas simbolizavam riqueza. Os homens vestiam saias feitas de linho, que se envolviam por todo o quadril e eram similares à uma fralda. Elas eram conhecidas como Shendyt, e poderiam ser plissadas ou retas. Nesse período, as peças eram curtas e, com o passar do tempo, foram se alongando até se transformarem em túnicas, por volta de 1420 a.C.

 Império Romano (27 a.C)
 Impossível falar do Império Romano e não lembrar dos Gladiadores. Em um período de muita luta e de “máxima virilidade”, as saias eram as escolhidas na hora do combate pois facilitavam a movimentação. Elas faziam parte não só da vestimenta de lutadores, mas também estavam presente nas armaduras do todo exército romano.
 Idade média (século XIV) 
Foi durante os séculos XIV e XV que houve um grande avanço nas técnicas de costura, um dos principais fatores para divisão de gênero das vestimentas. As mulheres passaram a usar saias mais ajustadas e silhuetas acentuadas, enquanto os homens passaram a utilizar peças mais longas que, após um tempo, dariam lugar à calça e meia.  
 Dias Atuais Diferente de milênios atrás, atualmente a saia é ainda um assunto "restrito" no mundo masculino em algumas culturas, muitas delas do mundo ocidental. Na Índia, Japão e no sudeste da Àsia, por exemplo, elas nunca deixaram de ser usadas por homens. As Kilts, um traje típico das Highlands escocesas, é um dos modelos de saias masculinas mais conhecidos, porém ainda não é um estilo muito adotado pelo povo ocidental. 

Beijos no Coração 💖

Da Editora, Colunista e Jornalista Noeli de Carvalho e Silva

Pesquisa e imagens Modelo e Designer de Moda Iana de Carvalho Silva














Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *