Slide

PUBLICIDADE 728X90

Se é para tirar o pé do chão, elas dão show de alegria! Se sozinhas já são um sucesso, imagine juntas? O Multishow realizou o nosso sonho de ver Ivete Sangalo e Claudia Leitte cantando seus maiores hits do Carnaval. Nesse sábado, 13/2, às 17h30, as divas se uniram para um encontro histórico com quase 3 horas de muito axé.

O show virtual "O Trio" aconteceu em um hotel na Praia do Forte, em Salvador, e foram 3 looks bafônicos para cada uma. Em casa, mas dançando, veja os melhores momentos dessa dupla maravilhosa.

Ivete com preto e prata com plumas e Claudia com preto e dourado as duas beldades da capital baiana, nos contagiaram com a sua alegria sem precedentes. 

 Ivete Sangalo neste bory se transformou em A TIGRESA. As botas over the knee em camurça preta, deram um toque a mais no seu belo look.
Já Claudia Leitte com vestido de plumas amarelas nos punhos e barrado do vestido, complementou o seu visual com plumas pretas na cabeça.



De preto e branco, inverteram o visual, que teve o nome bordado de cada uma trocado nas costas! E assim continuaram trocando, quando leram as mensagens que os fãs lhes enviaram.
 Das 17h30 às 22h00, a dupla levou um pouco da energia da Avenida para a casa das mais de 200 mil pessoas que prestigiaram as baianas apenas no YouTube. Elas cantaram sucessos como “Caranguejo”, “Todo mundo vai”, “Claudinha Bagunceira”, “De ladinho”, “Largadinho” e “Céu na Boca”” na apresentação, que foi transmitida pelos canais das duas no YouTube e no canal fechado Multishow.
O nome da apresentação, "O Trio", foi escolhido inspirado em um conceito intimista: Ivete, Claudia e você, além de fazer alusão ao famoso trio elétrico e Marcelo, de 11 anos, filho de Ivete arrasou na bateria. Filho de peixe, peixinho é, né?🥁  " Sempre nos encontramos em vários momentos. Mas nunca cantamos juntas. Até que veio a ideia, com o Carnaval em Fevereiro chegando e, como temos essa responsabilidade, de respeitar os nossos fãs, nosso público e essa data, então veio a ideia da Live", explica Ivete.
 A live de Maria Bethânia  ontem dia 13/02/21 foi perfeita e de  tirar o fôlego com tantas músicas lindas!!Arrasou Quarteirão!!

 Há um ano fora dos palcos, Bethânia voltou à cena na noite de sábado, 13 de fevereiro de 2021, com show inédito transmitido da cidade do Rio de Janeiro (RJ) para o mundo virtual através da plataforma Globoplay.
 “Eu quero vacina, respeito, verdade e misericórdia”, marcou posição, logo no início do show, após cantar Explode coração (Gonzaguinha, 1978) a capella.

De branco e dourado, cabelos soltos ao vento e pés descalços, a Queridinha de Oyá, se apresentou na sua Live, por ela considerada super importante e especial, que coroa a sua primeira apresentação no Rio de Janeiro há 56 anos atrás. 
 ♪ Eis o roteiro seguido em 13 de fevereiro de 2021 por Maria Bethânia na live transmitida da cidade do Rio de Janeiro (RJ) com exclusividade pela plataforma Globoplay: 
1. Explode coração (Gonzaguinha, 1978) 
2. O canto do pajé (Heitor Villa-Lobos, 1933, com letra de Paula Barros)
 3. Kirimurê (J. Velloso, 2006)
 4. Lapa santa (Paulo Dáfilin e Roque Ferreira, 2021) 
5. De onde eu vim (Paulo Dáfilin, 2021) 
6. Maria Bethânia, a menina dos olhos de Oyá (Alemão do Cavaco, Almyr, Cadu, Lacyr D Mangueira, Paulinho Bandolim e Renan Brandão, 2015) – trecho do samba-enredo da Mangueira no Carnaval de 2016 
7. Frevo nº 2 do Recife (Antônio Maria, 1954) 
8. Onde estará o meu amor? (Chico César, 1996) 
9. Gostoso demais (Dominguinhos e Nando Cordel, 1986) 
10. Estado de poesia (Chico César, 2012) 
11. Doce (Roque Ferreira, 2008)
 12. Eu e água (Caetano Veloso, 1979)
 13. Vento de lá (Roque Ferreira, 2007) / Imbelezô (Roque Ferreira, 2004)
 14. Balada de Gisberta (Pedro Abrunhosa, 2007) 
15. 2 de junho (Adriana Calcanhotto, 2020) 
16. Cálice (Chico Buarque e Gilberto Gil, 1973) 
17. Doce mistério da vida (Ah! Sweet mystery of life, Victor Herbert e Rida Johnson Young, 1935, em versão de Alberto Ribeiro, 1955) 
18. Bar da noite (Bidu Reis e Haroldo Barbosa, 1953) 
19. Evidências (José Augusto e Paulo Sérgio Valle, 1989) 
20. Lama (Aylce Chaves e Paulo Marques, 1952)
 21. Negue (Adelino Moreira e Enzo de Almeida Passos, 1960) 22. Olhos nos olhos (Chico Buarque, 1976) 
23. Volta por cima (Paulo Vanzolini, 1962)
 24. Lágrima (Roque Ferreira, 2006) 
25. Meu amor é marinheiro (Alan Oulman sobre versos de Manuel Alegre, 1974)
 26. Pot-pourri de sambas de roda / Reconvexo (Caetano Veloso, 1989) 
27. Luminosidade (Chico César, 2020)
 28. Sonho impossível (The impossible dream, Mitch Leigh e Joe Darion, 1965, em versão em português de Chico Buarque e Ruy Guerra, 1972)
Com voz posta em defesa do povo oprimido pela casa grande, Bethânia adicionou intensidade aos versos narrativos e indignados de Adriana Calcanhotto com arranjo evocativo das dissonâncias da gravação original da autora. Dentro da triste realidade desse Brasil que vem desafinando, Bethânia conferiu atualidade aos versos imperativos de Cálice (Chico Buarque e Gilberto Gil, 1973). Foi mais um protesto inteligente dessa cantora que faz amor, festa e devoção quando sobe ao palco.

PONTO DE VISTA:
No nosso ponto de vista os fãs receberam dessas três excepcionais cantoras e interpretes maravilhosas, um inusitado presente, que nos deu uma injeção de ânimo, ofuscado pela crise mundial da Pandemia. Soltas e aprontando muito Veveta e Claudinha se soltaram no palco e deixaram fluir toda sua energia, sensibilidade e porque não dizer, lágrimas de Claudia Leitte, diante dessa parceria e momento especial dessa Live de Carnaval, que as uniu. 
Para todos os fãs a integração entre as duas foi total e absoluta, desmitificando maledicências, de que seriam concorrentes, pois o que se viu entre elas foi pura empatia, amor, carinho e respeito por parte de ambas, que exalou durante toda a sua apresentação. Já que houve essa Live, vamos aguardar que em 2022 se houver Carnaval, ambas subam nos trios uma da outra e cantem juntas. O que vocês acham ?Não é uma boa pedida? 
Por sua vez a Live da Maria Bethânia foi outro grande acontecimento, que deixou os fãs em êxtase. Realmente essa data de 13 de Fevereiro ficará na nossa lembrança, como um marco na história do Carnaval Brasileiro, que trouxe, o que tem de melhor, através das Lives. 

Beijos no Coração 💖
Editora, Colunista e Jornalista Noeli de Carvalho e Silva.
Pesquisa e Imagens: Modelo e Designer de Moda Iana de Carvalho Silva.

Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *