Slide

PUBLICIDADE 728X90

 Para começar 2021 recomendamos as nossas leitoras e parceiras, o lançamento da Netflix com looks sensacionais, uma pitada de aventura e romance: 

Bridgerton: Nova série da Netflix é um show de figurino


Adaptada da saga de romances homônimo de Julia Quinn, Bridgerton foi uma forte inspiração para a conhecida designer Ellen Mirojnick, que conseguiu criar uma mistura perfeita do estilo Regency com o gosto moderno. O estudo, realizado em colaboração com a roteirista, deu resultados que vão deixar você sem palavras!

Vestidos femininos em tons claros com muito detalhe e bordados e roupas masculinas, muito tradicionais, em tons de azul marinho, preto e branco.


Foram mais de 7.500 vestidos feitos à mão para a série! Só a protagonista Daphne Bridgerton usa 104 roupas em oito episódios.

Os corsets da série foram criados pela conhecida corsetist Sra. Pear, enquanto Marc Pilcher se encarregou de embelezar os penteados com detalhes meticulosos.

Vestidos muito tradicionais com bordados em várias cores. Para complementar looks, perucas brancas.

O nível dos figurinos também é alto graças à escolha das cores e às modernas técnicas de fabricação.

A família Bridgerton, por exemplo, ao longo da série usa tons de azul, enquanto outros personagens, como a Rainha Charlotte (Golda Rosheuval), não seguirão um estilo específico.

Elenco usando vestidos longos em branco com detalhes em dourado.

As técnicas de costura utilizadas são modernas, mas fixadas em 1.800 silhuetas. O resultado obtido é notável não só pela qualidade artesanal das roupas, mas pelo rigor histórico e pela expertise nos detalhes.

Contraste entrem as amigas; Penelope Featherington usa como sugestão da sua mãe cores mais vivas como o laranja, para chamar mais atenção da sua filha, enquanto a Eloise Bridgerton, sua amiga, usa tons mais beges e neutros.


Marina Thompson, interpretada pela Ruby Barker, fez da sua aparição um show vestidos glamouros, com as famosas mangas bufantes e tecidos floridos e cheios de vida.

O trio: Sabonete, talco e loção cremosa das irmãs Featherington. As irmãs que abalam esse trama dão o que falar nos bailes e o ponto forte e marcante são as flores bordadas delicadamente em todos os vestidos.
Os acessórios como as luvas, echarpes, chapéus altos e luxuosos são destaques na sociedade e são detalhes ,que acrescentam brilho ao seriado.  
A maquiagem leve e suave da época constrasta com os cabelos levemente modelados e soltos para compor o look romântico.

Qual o significado da abelha em Bridgertons?

A última imagem da série é a de uma abelha voando pela janelão .Mais um sinal de que a continuação deve estar à caminho, já que o inseto tem função essencial ,no segundo livro da coletânea. Nele, descobrimos que o patriarca dos Bridgertons morreu após ser picado por uma abelha, deixando Anthony traumatizado e com pavor do animal. 

Se a produção televisiva seguir ,o que acontece na história original, outra picada de abelha pode transformar novamente a vida do primogênito da família. Se não quiser ter a menor ideia de possíveis marcos da segunda temporada, é melhor parar por aqui...

Bem, essa picada irá provocar uma situação constrangedora com Kate Sheffield, irmã da sua pretendente Edwina, (personagens novas!) fazendo com que Anthony seja obrigado a se casar com ela. Mas não precisa ficar triste pelo visconde, logo os dois desenvolvem um romance delicioso de acompanhar. 

A trilha sonora de Bridgertons

Um dos pontos altos da série é a trilha sonora. Vencedor do Emmy, o compositor Kris Bowers é o nome por trás das músicas originais e dos covers emocionantes de músicas pop ,em versões de música clássica. Tudo foi gravado de maneira remota, com cada músico registrando a sua parte por conta própria em estúdios caseiros. Para os covers, Kris contou com a colaboração da banda Vitamin String Quartet, famosa por fazer tributos com traços de música clássica, e do duo Duomo. São eles:

  1. "Thank u, next" (Ariana Grande) — Vitamin String Quartet
  2. "Girls Like You" (Maroon 5)— Vitamin String Quartet
  3. "In My Blood" (Shawn Mendes)— Vitamin String Quartet
  4. "Bad guy" (Billie Eilish) — Vitamin String Quartet
  5. "Strange (feat. Hillary Smith)" (Celeste)– Kris Bowers
  6. "Wildest Dreams" (Taylor Swift) — Duomo


Descoberta de personagem valeu até uma aposta!!


Sem dar antecipadamente spoiler essa jornalista  e a modelo Iana fizemos uma aposta sobre quem seria a Lady Whistledown, sob a voz vibrante e enigmática da atriz Julie Andrews. Advinhem quem ganhou das duas?A Iana que é uma danadinha em matar charadas. Não tem problema não, não fiquei triste! Nada como uma boa aposta, para dar uma emoção, a mais não acham????


PONTO DE VISTA:

 Adoramos essa inovação nas músicas transformadas e adaptadas  aquela época ,onde as histórias se passam, pois  trouxeram um frescor a mais ,toque atemporal a essa série, que já causou frisson na leitura da livro e na representação na Netflix. 

Nos impressionou a luminosidade das fotografias, que destacam as paisagens, as belíssimas decorações interiores, os vestidos, os sapatos, as perucas, enfim, todo o contexto  e misancene criado para dar, além de beleza, um ar de aconchego a essa série. 
Na nossa opinião, o enredo foi muito bem desenvolvido e trouxe aqueles ar de mistério a ser desvendado, causando uma expectativa ,sobre o que de fato aconteceria no próximo episódio. O fim do oitavo episódio é surpreendente e é claro ,que já queremos para ontem, a continuação dessa história efervesceste, que faz a nossa imaginação fervilhar ,com a continuidade do que está por vir.
Beijos no coração ❤️
Editora, Jornalista e Colunista Noeli de Carvalho 

Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *