Slide

PUBLICIDADE 728X90

Após polêmica, Thaila Ayala muda nome de marca: “Jamais quis ser ...

Thaila Ayala é criticada após lançamento de marca de roupas e altera nome: Vir.Us para Amar.Ca

Ideia Inicial...
Ideia Inicial... 
Em seu Instagram, Thaila contou que o projeto surgiu durante um papo de quarentena. "Era só um papo de quarentena e aqui estamos nós na terceira semana de produção. Em meio a esse caos, nasceu a @vir.us.2020 com o intuito de trazer conforto e um pouco de alegria para vocês", escreveu ela na legenda da publicação, ilustrada por uma foto com o marido, Renato Goés, e as amigas Juliana Xavier e Letícia de Sá. Thaila Ayala lança marca "vírus 2020" e internautas ressaltam ...
Instagram da marca de Thaila Ayala (Foto: Reprodução Instagram) 
 A marca contava, nesta fase inicial, com quatro peças - camiseta, casaco, calça e short -, todas estampadas com o uso da técnica de tie-dye.  No último domingo (7), a página da marca trazia um pouco sobre o propósito da empresa recém-criada.  "Um vírus fez estremecer o planeta, fechar fronteiras, monitorar governos, segregar pessoas, amedrontar consciências e trancar portas. Imagina quando for o vírus do amor, da empatia, e da união entre todos os seres? A Virus 2020 convida você para viralizar o melhor da vida e construir um novo mundo mais colorido. Vamos juntos."  A partir daí, os internautas iniciaram as críticas.  "Não se romantiza o coronavírus", escreveu uma usuária do Instagram, repetindo a frase diversas vezes no mesmo post. "É sério? Achas que uma roupa vai trazer alegria no meio de uma pandemia? Nome infeliz", citou outra. "Devia pegar todo o dinheiro dessa marca cafona e doar para o combate do covid", apontou um internauta. 
@thailaayala/Instagram/Reprodução

Thaila Ayala para marca (Foto: via rebecaligabue on GIPHY)  
 Em meio à pandemia, Thaila Ayala, Renato Goés, Juliana Xavier e Letícia de Sá quebraram o distanciamento social e protagonizaram um shooting para anunciar a marca. Completamente diferente do que realmente foi feito, seguindo as orientações da OMS, as marcas tem a responsabilidade de incentivar o isolamento e distanciamento social, suas companhas precisam refletir esse conceito. 
Thaila Ayala, Juliana Xavier e Letícia de Sá
Instagram da marca de Thaila Ayala (Foto: Reprodução Instagram) 
Mudança de Nome... 
Naming é um processo de criação de nome de marca que é extremamente trabalhoso, lento e estratégico. Muitos nomes de marcas acabam sendo criados em uma epifania de ideias, mas hoje existem profissionais que são especializados em criar um nome forte para o que você quer vender. Essa dinâmica reuni dados, características, informações sobre a marca, muitas vezes contam a história da marca, mas principalmente tenta agregar valor a marca, podendo levar semanas, meses, até encontrar a combinação mais adequada e especifica para marca.  
No geral a internet ficou passada com o nome da nova marca da Thaila Ayala, VIR.US 2020. Uau, ninguém pensou que ia dar ruim? Provavelmente sim, mas decidiram lançar do mesmo jeito. Sabe por quê?  Porque a estratégia do “falem bem ou falem mal, mas falem de mim” é muito eficiente no mercado. As pessoas falando de você dão mais visibilidade para a marca, faz com que prestemos atenção no que ela fará após o erro para decidirmos se vale a pena investir nosso dinheiro ali ou não. Você é vista. Nós não recomendamos esse tipo de estratégia porque pode dar muito errado e sua reputação que mal começou a nascer, vai morrer de vez e aquela sua ideia genial, não vai convencer ninguém.  Ainda mais agora que a Internet é o centro do ativismo. As pessoas não deixam passar os erros facilmente, a cultura do "cancelamento" está aí para provar. Se os consumidores já estavam sendo exigentes, imagina agora em plena pandemia!   
Roupa tie-dye
Instagram da marca de Thaila Ayala (Foto: Reprodução Instagram) 
 Após as críticas, Thaila fez um rápido reposicionamento da marca, alterou o nome e retirou algumas publicações do ar. Aos poucos, alguns posts foram sendo editados e reformulados. O canal via WhatsApp, pelo qual os clientes podiam fazer seus pedidos, também foi retirado do ar no projeto urgente de reformulação.  A página também trouxe um posicionamento oficial, citando que as críticas trouxeram inspiração para a mudança de nome.  "Somos uma marca nova e atenta, comprometida a escutar, trocar experiências, ser criativa e diversa. Queremos cada vez mais ter um canal aberto com vocês, adoramos ouvir e por isso nos inspiramos a mudar nosso nome. Agora somos a AMAR.CA."  Thaila comentou na tarde de segunda-feira (8) a polêmica em um post no Instagram. "Quero pedir desculpa a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia. Esse assunto nunca deve ser romantizado", escreveu. 

"Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar. Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo", continuou a atriz. Leia post na íntegra abaixo. 

Ver essa foto no Instagram

Estou acompanhando toda repercussão sobre o lançamento de AMAR.CA - já mudamos o nome. E quero pedir desculpa a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia. Esse assunto nunca deve ser romantizado. Eu entrei como sócia de duas amigas que foram atingidas pela pandemia e, por causa dela, estavam com suas produções paradas. Pensamos em criar algo que gerasse renda neste momento, que fosse uma maneira de ajudar. Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar. Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo. Já tinha sido pedido que os comentários não fossem apagados nem silenciados nos posts, se algo assim voltar a acontecer, nos cobrem! Vamos sempre reforçar o compromisso com vocês, ouvir e melhorar.
Uma publicação compartilhada por Thaila Ayala (@thailaayala) em

Thaila Ayala muda marca de 'Vir.us 2020' para 'Amar.ca 2020' após ...
  

A evolução do consumidor determina o sucesso das marcas, principalmente quando de fato a voz do povo predomina e influencia a venda do produto. O nome da marca carrega todo o significado de um propósito e fica na mente dos consumidores, precisa ser pensada e repensada, interpretada e avaliada para que não gere problemas como: 
1. Duplo sentido, 2. Dificuldade de assimilação e 3. Associação negativa.  
Sendo assim, a marca lançada nesta semana, por Thaila Ayala, chamada Vir.us 2020, pegou muito mal e como a internet não perdoa, acabou recebendo uma chuva de críticas. 
Como sabemos, no meio de uma pandemia, que, só no Brasil, já matou mais de 39 mil pessoas infectadas com um vírus. A ideia do nome da marca consiste em viralizar boas energias. Mas não pegou nada bem. Já na largada, foi acusada de se aproveitar de um momento difícil e romantizar o sofrimento. O que nos chamou atenção foi o uso da palavra "reposicionamento" dado ao ato de trocar o nome para Amar.Ca. Sabemos que reposicionar uma marca vai para muito além de uma simples troca de namingThaila foi a público, se desculpar pela escolha, mas a crise de imagem já foi gerada, também recebeu críticas pelos preços elevados das peças.  
Esperamos que após gerencia essa crise, que foi gerada por uma falha na gestão da marca, ela consiga se reerguer com um propósito mais humano e que o amor seja o guia dessa jornada. 

Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *