Slide

PUBLICIDADE 728X90

Adut Akech e o visual maximalista da vez (Foto: Reprodução Instagram )
Não é segredo para ninguém que entrar nas estações mais frias do ano exige uma reformulação da rotina de cuidados de beauté. Isso porque, enquanto caem as temperaturas o ar fica menos úmido – e consequentemente nossa pele e cabelo mais ressecados. E é quando também ocorre comumente uma troca dos fios do nosso cabelo, e por isso a queda pode ser mais perceptível. “Normalmente nos perdemos, em média, 100 fios de cabelo por dia. Nessa época, a queda costuma aumentar em 10%”, explica Maria Angélica Muricy, dermatologista paulistana e responsável técnica do Mariá Spa do Cabelo. O motivo? “O cabelo tem um ciclo de vida e, no verão, devido a maior exposição à luz do sol, existe uma foto ativação que acelera seu crescimento. Já no outono, três meses depois, com a redução da incidência solar, acontece mesmo uma queda e troca desses fios”, explica.
Mas não há motivos para se preocupar. Além de ser uma questão fisiológica, ou seja, natural no funcionamento seu organismo, existe uma série de hábitos que te ajudam a fortalecer seus fios e evitar até mesmo que essa queda seja perceptível. Aqui, te contamos três delas. Confira:
Descubra como cuidar do cabelo no outono - Purepeople

Dia a dia

“O cabelo é considerado um anexo cutâneo, e isso significa que sua manutenção não é prioridade para nosso organismo. Por isso, fatores como ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos, ter uma boa noite de sono, ser saudável como um todo, são essenciais para a saúde dos seus fios”, explica Maria Angélica.

Hair care
Assim como na nossa pele, usar os produtos adequados para seus problemas capilares é essencial. “Além de cuidar do ressecamento dos fios, especialmente para os quimicamente tratados, é muito importante adequar seus produtos para as necessidades do couro cabeludo e em relação a produção de oleosidade”, ensina. “Também indicamos a chamada terapia rotacional, que consiste no revezamento de produtos para lavagem dos fios, evitando assim o desgaste da região por fórmulas muito ressecantes ou muito oleosos, por exemplo”, complementa a dermatologista.

De olho na temperatura
Especialmente nas estações mais frias do ano, a tendência é de aumentar o uso de águas mais quentes para a hora do banho. E mesmo que o momento seja muito relaxamente, para o cabelo esse hábito pode ser maléfico. “Recomendamos que a água seja sempre morna durante a lavagem dos fios. Assim evitamos o ressecamento do couro cabeludo e a estimulação da produção de oleosidade, causada pelo excesso de calor”, explica.
Conheça as principais tendências para os cabelos no outono/inverno ...
Dormir de cabelo molhado, jamais!
Dormir de cabelo molhado é uma prática que deve ser evitada em todas as ocasiões. “A umidade no couro cabeludo facilita a proliferação de fungos e bactérias que podem causar dermatites seborreicas e caspa, por exemplo”, ensina Maria Angélica. Por isso, se for lavar os fios a noite, a dermatologista recomenda o uso do secador (sempre com protetor térmico!), em temperatura média. 

Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *