Slide

PUBLICIDADE 728X90

À medida que a pandemia do coronavírus se espalha e o número de casos aumenta no Brasil, a quarentena, uma das principais estratégias para retardar a velocidade das taxas de infecção, torna-se uma realidade cada vez mais próxima (e necessária). Esses períodos de isolamento de 14 dias envolvem indivíduos ou famílias que ficam em suas casas e não têm contato físico com pessoas de fora. Com a perspectiva de fechamento de escolas, creches, alguns locais de trabalho e a proibição de grandes reuniões e eventos, muitas pessoas já enfrentam ou inevitavelmente lidarão com o impedimento de sair e a necessidade de se manterem ocupadas em casa. Mas o que podem esperar e como sobreviver não apenas ao vírus, mas a esse enclausuramento forçado?
Resultado de imagem para dicas para quem estiver de quarentena
O medo de contato com outras pessoas, viajar em transporte coletivo ou entrar em espaços públicos pode aumentar. As incertezas e mudanças geradas pela crise repercutem particularmente naqueles que sofrem com algum problema de saúde mental. Em situações anteriores, como na fase inicial do surto de SARS em 2003, foram relatadas diversas morbidades psiquiátricas, incluindo depressão, ansiedade, ataques de pânico, agitação psicomotora, sintomas psicóticos, delírio e até suicídio.
Resultado de imagem para dicas para quem estiver de quarentena
O alto fluxo de notícias sobre o surto causa preocupação, mas propagar o pânico só atrapalha. A disseminação de informações fatalistas e sensacionalistas perpetua a sensação de perigo e incerteza. É fundamental que o pânico e a agitação não ofusquem as reais preocupações e medidas que precisamos lidar e instituir no momento. A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece o estresse gerado pela crise e aconselha as pessoas a evitar assistir, ler ou ouvir notícias que causem sentimentos de ansiedade ou angústia. É recomendado buscar informações principalmente para tomar medidas práticas, preparar seus planos e proteger a si e aos seus entes queridos. Atualizar-se com informações uma ou duas vezes ao longo do dia nas plataformas das autoridades locais de saúde pode ajudá-lo a distinguir fatos de rumores. Buscar informações e conselhos de fontes confiáveis ​​ajudará a evitar a ansiedade.
Resultado de imagem para dicas para quem estiver de quarentena
Já sabemos que é prudente evitar aglomerações, apertos de mãos e abraços, não sair de casa sem necessidade e redobrar as práticas de higiene, incluindo lavar as mãos com regularidade e passar álcool em gel. Mas, se todas essas medidas nos convidam ao distanciamento, como exercitar a solidariedade e manter o senso de colaboração coletiva? Em crises como essa, ajudar outras pessoas em seu momento de necessidade pode beneficiar quem recebe apoio e também quem ajuda. É encorajador amplificar vozes, histórias e imagens positivas de pessoas locais que experimentaram o novo coronavírus e se recuperaram ou que apoiaram um ente querido através da recuperação e estão dispostas a compartilhar sua experiência.
Para quem está ou precisará entrar em quarentena, aqui vão algumas dicas.
Compartilhe suas preocupações
Dividir com a família os medos e expectativas sobre o isolamento e qual o papel que cada pessoa pode desempenhar para melhorá-lo pode ser útil. É importante que os pais ouçam e empatizem com os medos de seus filhos, falem com sinceridade sobre a situação de maneira apropriada à idade e a contextualizem.
Resultado de imagem para compartilhar com pessoas

Mantenha-se ativo
Buscar manter uma rotina é importante, mas com flexibilidade. Os pais podem estar preparados com jogos, trabalhos escolares e livros, mas conceder mais tempo de tela do que o normal não será catastrófico, apenas delimite. Evite ficar dependente de serviços de streaming. Manter-se fisicamente ativo é fundamental. Idéias criativas de exercícios podem ajudar a ocupar a família. Praticar yoga, alongamento, exercícios funcionais ou algo mais simples, como polichinelos e subir escadas, pode ser a saída. Sentir que algo foi realizado será importante e pode incluir trabalhar em casa, realizar tarefas escolares ou reparos. Está aí uma ótima oportunidade para organizar a casa há muito adiada.
Resultado de imagem para fazendo yoga em casa real
Esteja conectado
O convívio forçado, ainda que familiar, pode trazer diversos conflitos e desafios. Embora respeitar o tempo sozinho seja importante, também é um momento para criar ou se reconectar com os rituais da família. Outro componente crítico do bom estado mental está em se sentir conectado aos outros. Dessa vez, a tecnologia é nossa aliada. Reservar tempo para amigos nas mídias sociais ou por telefone será fundamental.
Resultado de imagem para italia coronavirus vizinhos

Vale lembrar que a pandemia do Covid-19 e todos seus desdobramentos trazem inúmeras reflexões. Teremos a chance de pensar sobre nossas prioridades, o modo como nos organizamos socialmente, as condições atuais de trabalho, bem estar e saúde. Esse momento faz lembrar nossas fragilidades e põe em xeque a crença ilusória de controle e poder. Não deixa de ser irônico que pequenos agentes infeciosos tenham produzido tamanho impacto em nossas vidas.
Resultado de imagem para coronavirus brasil
Covid-19 atravessa fronteiras, atinge pobres e ricos, pessoas de qualquer raça, ideologia e países do mundo todo. A situação nos força a agir globalmente e recorda a necessidade de pensarmos no bem estar coletivo. Qualquer ato individual poderá repercutir na vida de muitos outros. Essa é também uma oportunidade para olharmos para nós mesmos e para aqueles ao nosso redor com mais atenção e empatia.

Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *