Slide

PUBLICIDADE 728X90

Rack de roupas em uma loja de moda



Laranja fortalece o sistema imune e baixa o colesterol


A laranja é uma fruta cítrica rica em vitamina C, que traz os seguintes benefícios para o organismo:
  • Reduzir o colesterol alto, por ser rica em pectina, uma fibra solúvel que dificulta absorção de colesterol no intestino;
  • Prevenir câncer de mama, por ser rica em flavonoides, fortes antioxidantes que previnem alterações nas células;
  • Manter a pele saudável e prevenir o envelhecimento precoce, por ser rica em vitamina C, que ajuda a formar o colágeno;
  • Fortalecer o sistema imune, por ser rica em vitamina C;
  • Prevenir aterosclerose e proteger o coração, por ser rica em antioxidantes.
Laranja fortalece o sistema imune e baixa o colesterol
Para obter esses benefícios, deve-se consumir pelo menos 1 laranja crua por dia ou 150 ml do seu suco natural, que tem a desvantagem de não possuir as fibras que existem na fruta fresca. Além disso, a laranja adicionada em receitas cozidas ou que vão ao forno tem menos nutrientes que a fruta crua.
A laranja pode ser consumida fresca, na forma de suco ou ser adicionada em receitas de bolos, geleias e sobremesas. Além disso, sua casca também é rica em antioxidantes e melhora a digestão, podendo ser usada para fazer chá ou na forma de raspas adicionadas à receitas.

Receita de Bolo de Laranja Integral

Ingredientes
  • 2 laranjas descascadas e picadas
  • 2 xícaras de açúcar mascavo
  • 1/2 xícara de margarina sem sal derretida
  • 2 ovos
  • 1 clara
  • 2 xícaras de farinha de trigo integral
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
Modo de preparo
Bater as laranjas, o açúcar, a margarina e os ovos no liquidificador. Colocar a mistura em um recipiente e adicionar o trigo, misturando tudo com uma espátula ou com a batedeira. Em seguida, adicionar o fermento e mexer lentamente com uma espátula. Levar ao forno pré aquecido a 200ºC por cer de 40 minutos.

Uma série por semana: o que maratonar em junho


Junho é um prato cheio para quem curte séries. Do aguardado retorno de Big Little Lies, agora com Meryl Streep no elenco, na HBO, passando por boas estreias nacionais como O Escolhido, na Netflix, conheça as produções imperdíveis que chegam este mês por aqui e escolha sua preferida para maratonar já!

Black Mirror
A 5ª temporada chega com grandes expectativas para os fãs que não curtiram o filme Black Mirror: Bandersnatch e querem se reconectar com o mundo tecnológico e distópico da produção americana. Um plus para os brasileiros o primeiro episódio, Striking Vipers, foi filmado em São Paulo e takes foram filmados em 19 locações, como o Copan e o viaduto da Santa Efigênia. Estreia 5 de junho, na Netflix.

Big Little Lies
O clã feminino e Monteray está de volta! E se Reese WitherspoonNicole KidmanLaura DernShailene Woodley e Zoë Kravitz, já formavam um elenco de peso, ele ficou ainda mais estrelado com a chegada de Meyl Streep, interpretando a mãe de Perry. Spoiler, mesmo depois da morte de seu personagem, o ator Alexander Skarsgard, retornará a aparecer na série – muito possivelmente em cenas de flashback. Atentas! Estreia dia 9 de junho, na HBO.



Euphoria
Fãs de Riverdale e Skins vão ficar contentes com a chegada de Euphoria. Estralada por Zendaya – atriz que definitivamente deixou os tempos de Disney para trás – a série acompanha a trajetória de adolescentes no colegial num contexto de vício de drogas, expectativas sexuais e frustrações nas redes sociais. A produção é de ninguém menos do que Drake. Tem que ver! Estreia 16 de junho, na HBO.

O Conto da Aia
Blessed be the fruit! A terceira temporada de uma das mais premiadas séries dos últimos anos promete reviravoltas para a protagonista June, interpretada brilhantemente por Elisabeth Moss. A expectativa? Que a rebelião finalmente se concretize e volte a conquistar o público depois de uma 2ª temporada não tão elogiada. Estreia dia 15 de junho, no Paramount+.

O  Escolhido

Suspense sobrenatural é a próxima aposta nacional da Netflix em que três jovens médicos são enviados em um vilarejo remoto do Pantanal para vacinar os moradores e acabam presos em uma comunidade isolada. O seriado é uma adaptação da produção mexicana Niño Santo. Estreia 28 de junho, na Netflix.


Com desenhos de Grace Coddington, livro "Marc Jacobs Illustrated" revisita 50 coleções do estilista americano


Com prefácio assinado pela musa e amiga Sofia Coppola e desenhos de Grace Coddington, ex diretora criativa da Vogue americana, o livro Marc Jacobs Illustrated, lançado no último dia 10 pela Phaidon, é um must have para todos os amantes de moda. “Ele tem um charme próprio. Não acho que tenha uma coleção dele que eu não tenha gostado”, definiu Coddington em entrevista à publicação.


O título revisita 50 coleções icônicas do estilista datadas de 1993, incluindo a icônica grunge collection para Perry Ellis até looks desfilados no verão 2019 da marca homônima. “São desenhos engraçados e despretensiosos. Acho que capturam o espírito de Marc”, concluiu. Confira abaixo um preview do livro e faça uma imersão na mente criativa do estilista:

Marc Jacobs Illustrated (Foto: Divulgação)
Marc Jacobs Illustrated (Foto: Divulgação)
Marc Jacobs Illustrated (Foto: Divulgação)

Aalto, Helsinque: conheça a faculdade de moda mais qualificada do mundo hoje

“Nós temos ex-estudantes em praticamente todas as marcas de Paris”. Quem disse isso foi Tuomas Laitinen, um dos coordenadores da Aalto University, de Helsinque, Finlândia. Ele tem observado de perto os desfiles de formatura dos últimos 10 anos e percebido um crescimento no interesse da indústria global nos jovens estilistas finlandeses. 
A universidade está na mira da moda, que tem presenciado uma invasão finlandesa silenciosa e está de olho nos talentos que saem de lá – ela também está no topo da lista das melhores escolas de moda do mundo no ranking anual feito pelo Business of Fashion. “O programa aprofunda e amplia as habilidades dos alunos em moda, vestuário e design têxtil em um alto nível artístico e profissional, insere o pensamento estratégico, bem como a criação de conceitos de moda coordenando e liderando processos de design”, diz um texto de abertura no site da faculdade. 
Näytös é o nome da noite de formatura da Aalto, quando os alunos mostram seus desfiles de conclusão. O evento, que vende ingressos e é transmitido ao vivo, virou um hot ticket para headhunters de grupos como Kering e LVMH buscando por novos talentos. O corpo de jurados também traz profissionais de peso, com relevância global, de vários setores da indústria. Nesta última edição, que aconteceu dia 31.05, fizeram parte do júri: Francesco Risso, diretor criativo da Marni; Laird Borrelli-Persson, da Vogue.com; Miren Arzalluz, diretor do Palais Galliera; Olya Kuryshchuk, fundadora e editora da 1 Granary; Azza Yousif, da Vogue Hommes International e Daniel Thawley, editor chefe da A Magazine Curated by.
Quem venceu o principal prêmio este ano foi Ines Kalliala, que mostrou uma coleção masculina inspirada pela idéia de obscurecer a presença de uma pessoa. “Estava pesquisando e pensando nas maneiras que usamos roupas para nos misturarmos, nos destacarmos ou nos identificarmos. Eu queria explorar essa relação entre uma pessoa e seu ambiente”. Ines fez uma coleção com produção responsável e inseriu o upcycling em seu processo.
Apesar de não ter uma indústria de moda pulsante nem fábricas de tecidos como vemos na França e na Itália, a Finlândia tem a reputação do design e do pensamento crítico ensinado na Aalto. A faculdade enfatiza em seu programa a “criatividade e novas idéias de pensamento avançado em cada etapa do processo. No centro do programa está a compreensão do sistema de moda e seu impacto na sociedade e nos negócios. Os alunos são desafiados a explorar as possibilidades de novas tecnologias, novos materiais e soluções de design inovadoras em mídias físicas e digitais”.
Talvez estudar em uma cidade pequena com pouco mais de um milhão de pessoas (8 milhões em Londres; 12 milhões em São Paulo como comparação) em um ambiente que também não tem vícios ou uma cultura de moda solidificada pode provocar uma sensação de liberdade no jovem no sentido de que há muito a ser feito, experimentado e construído.
Há estagiários recém formados trabalhando em marcas como Louis Vuitton, Saint Laurent e Rick Owens – a taxa de emprego da Aalto pós faculdade é uma das mais altas na moda. Esse cenário está acordando o mercado de moda da Finlândia. Em uma entrevista ao Hype Beast, Laitinen diz que a indústria do país teve um boom nos anos 60 com marcas como Marimekko, mas depois passou 50 anos em silêncio até que notou uma nova primavera alguns anos atrás.
Um dos nomes hoje em ascensão na cena finlandesa é Rolf Ekrot, que recebeu apoio financeiro para tocar sua marca própria e também foi contratado para revitalizar a grife local focada em ski Terinit. “Esse momento pode significar o nascimento de uma indústria ou de uma cena de moda”, diz Laitinen. 
Talvez seja esta a mágica da Finlândia: há espaço para criar e construir e espaço livre hoje (tanto dentro da gente quanto fora) é um luxo hoje em dia. E o fato de que profissionais influentes estejam de olho nos alunos também os dá esperança e os empurram a fazer seu melhor.





Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *