Slide

PUBLICIDADE 728X90

A coleção
Um dos desfiles mais esperados da semana de moda de Londres foi o da estreia de Riccardo Tisci para a Burberry. Segundo o release da marca, a coleção de Verão 2019 “homenageou a individualidade, a excentricidade e a atitude inconfundíveis da Grã-Bretanha”. Com o nome Kingdom, o show mostrou 133 looks femininos e masculinos, celebrando diversidade e o coração da Inglaterra: um caldeirão de criatividade e tradições de estilos desde o punk e o rebelde, até o formal e o refinado, todos co-existindo juntos”.
O desfile foi dividido em três partes:
Refinadoburberry-spring_summer-2019-collection-look-24
burberry-spring_summer-2019-collection-look-45
Relaxburberry-spring_summer-2019-collection-look-96
burberry-spring_summer-2019-collection-look-101
Noiteburberry-spring_summer-2019-collection-look-128
Abre com o bloco “formal e refinado”, bem feminino, trabalhado no bege Burberry e nos clássicos da marca, como o trench coat e alfaiataria em geral. Só essa parte tem 44 looks. Depois entra o masculino correspondente: ternos, camisas, malhas, trenchs, jaquetas, alfaiataria em geral e em poucas cores.”Sei que todos nós falamos da influência das ruas e eu fui um dos primeiros a fazer isso, mas nós nos esquecemos do corte sofisticado e da alfaiataria da Savile Row”, disse ao site da Vogue americana.
Só então entram os blocos com looks que trazem mais o DNA de Riccardo Tisci, para os consumidores mais jovens e influenciados pelo streetwear, com vestidos e saias mais curtos, vestidos-capas, muitas camisetas e trenchs, zíperes na construção de algumas peças de couro e um uso acertado, porém ainda tímido, do logo e da palavra Burberry. O designer disse ter se inspirado em como os jovens se vestiam quando ele chegou para morar em Londres nos anos 90, misturando roupas dos pais, peças vintages e novas. O desfile termina com um grupo de sete vestidos coluna em jersey preto.
A ideia de Tisci é fazer roupa para todos: pai, mãe, filho e filha, para todas as ocasiões.
Passaporte
burberry-spring_summer-2019-collection-look-95
Alguns modelos carregavam um passaporte no pescoço, como se fosse um colar. Mas os passaportes do desfile eram no tom vermelho escuro do passaporte britânico que a gente conhece. Só que a partir de 2019, por conta do Brexit, ele mudará de cor e voltará a ser azul, cor usada há mais de 100 anos. Talvez seja uma mensagem de Tisci contra o Brexit e a onda de extrema direita que vem crescendo na Europa.
Locação
Foto: Cortesia Burberry
FOTO: CORTESIA BURBERRY
O desfile aconteceu em um antigo correio em Vauxhall, no sudoeste de Londres. Ao entrar no local, tudo era muito escuro, mas assim que a primeira modelo cruzou a passarela, o espaço foi inundado por luz – natural e artificial. Materiais e texturas britânicos, incluindo concreto, madeira de mogno e vidro texturizado, transformaram o interior com paredes e móveis nas cores características da marca, formando pequenos pontos de vista íntimos para o público.
A música
A trilha é assinada por ninguém menos do que Robert Del Naja, do Massive Attack. A banda de Bristol teve uma enorme influência sobre Tisci nos seus 20 e poucos anos e pareceu acertado convida-lo para essa estreia. A trilha foi o que conseguiu dar um clima mais de ruptura, de mistério, de que havia algo acontecendo em um desfile que, na verdade, foi bem comportado.
Casting

Modelos amigas antigas de Tisci estavam na passarela, como Mariacarla Boscono, Irina Shayk, Kendall Jenner, Jourdan Dunn, Lily Donaldson e Freja Beha Erichsen. Stella Tennant e Natalia Vodianova, que já quase não desfilam mais profissionalmente, também desfilaram.
Coleção-cápsula de 24 horas

Peças da primeira coleção da Riccardo para a Burberry estão agora disponíveis para compra por 24 horas exclusivamente no Instagram, WeChat e fisicamente na flagship da Burberry em Londres, 121 Regent Street.


Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *