Slide

PUBLICIDADE 728X90

2016 já está dando o seu adeus e com ele vão grandes emoções, para o mundo foi um ano bem conturbado e para os brasileiros em especial foi um ano de muito " Haja coração " - como diz o nosso querido Galvão Bueno. Nessa retrospectiva contamos com os momentos mais impactantes na industrial internacional e nacional.  

 LAB
O primeiro dia da temporada N42 do SPFW já começou com a estreia bombástica do Emicida no line-up do evento. A LAB, marca do rapper em parceria com o João Pimenta, apostou em um casting inteiro negro, com pessoas de todos os tamanhos desfilando em sua passarela.
spfw-n42-lab_116_1

Ronaldo Fraga
O estilista brasileiro já tem como tradição tocar em questões importantes em seu desfile. Na primeira temporada de 2016 do SPFW, Ronaldo Fraga dedicou a sua passarela para os refugiados pelo mundo inteiro. Mas foi no segundo semestre que o designer levou o público as lagrimas. No Theatro São Pedro, as protagonistas de sua coleção foram mulheres transexuais.
Ronaldo FragaSPFW - N42Outubro / 2016foto: Ze Takahashi / FOTOSITE(Agência Fotosite)
C&A/ Avon
Este ano, grandes marcas do varejo também tocaram na questão diversidade em suas campanhas. A C&A iniciou um novo posicionamento que incluísse todos os seus clientes nas propagandas e a Avon deixou claro que maquiagem é para quem quiser, independente do sexo, cor ou classe social.
campanha10
(C&A/Divulgação)

Christian Siriano

Christian Siriano também mostrou que seu discurso não é apenas pela publicidade. O designer americano, sempre lembrado por ser um dos ganhadores de Project Runway, aceitou vestir a atriz Leslie Jones para a première de Caça-Fantasmas quando todos os outros recusaram por ela não ser parte do padrão de beleza. Desde então, ele tomou para si a luta e também exibiu em sua passarela meninas de todos os tamanhos.
Christian Siriano Casting Diverso(Christian Siriano Casting Diverso)

Ashley Graham

A modelo plus size esteve na boca das pessoas por diversos motivos este ano. Ela desfilou a sua linha de lingerie no NYFW, criou uma Barbie com as suas medidas (e sem tight gap!) e foi garota propaganda da Forever 21 e da H&M.
Ashley Graham vira uma Barbie com ‘coxas que encostam’(Matt Winkelmeyer/Getty Images)

Carta aberta do NYFW pedindo mais modelos negras


A organização do NYFW também se pronunciou sobre diversidade em 2016. Em uma carta aberta, o CFDA incentivou os designers a escolherem mais modelos negras para o seus desfiles. “Peçam modelos não-brancas em todas as temporadas. Não somente durante o verão, mas também no inverno”, foi uma parte do pedido.
Styling NYFW

Tim Gunn denunciando como a moda trata gordas 


Também em uma carta aberta, desta vez publicada no Washington Post, o mentor de Project Runway desabafou sobre os casos recentes de que atrizes admitiram que ninguém aceitava vesti-las por elas não fazerem parte do padrão de beleza de Hollywood. “Designers se recusam a fazer roupas que vestem a mulher norte-americana. É uma desgraça” era o título de seu texto.
The Cinema Society & SELF Host A Screening Of Sony Pictures Classics' "The Bronze" - Arrivals(Jamie McCarthy/Getty Images)

Khloé Kardashian 

Khloé Kardashian entrou oficialmente para o mundo da moda com sua nova marca de jeans em 2016. A Good American oferece tamanhos do 34 ao 56 e tem como objetivo que todas as mulheres se sintam lindas e confortáveis.

0e65f9de-3c3b-4ce8-ac6c-f76d71eb3ba1
(The Good American)

H&M



Uma campanha da H&M fez barulho nas redes sociais, ficando conhecida como a mais inclusiva da história da marca, abrangendo mulheres com todos os tipos de cabelo, corpos e idades.
nova-campanha-da-hm

(H&M)
Mais de uma marca de lingerie quis empoderar as suas clientes em 2016. A Lonely, marca neo-zelandeza, deixou de lado qualquer tipo de retoque em sua campanha. As protagonistas? Lena Dunham e Jemima Kirke, de Girls. Até a Victoria’s Secret deixou de lado o photoshop em uma foto em seu Instagram.
lena-dunham-campanha-lingerie_0

(Lonely Lingerie/Reprodução)

#RunwayforAll
Falando na rede social, o Instagram criou um projeto para exaltar a diversidade no meio fashion, através da hashtag runway for all. No perfil oficial da marca, eles contaram a história de 5 modelos que estão questionando a indústria da moda.
mama_cax_0
(Instagram/Reprodução)

Cabelos naturais no Victoria’s Secret Fashion Show 

Ano passado, o desfile da Victoria’s Secret quebrou uma grande barreira a deixar a modelo Maria Borges desfilar com o seu cabelo curto sem nenhum aplique. Porém, este ano o passo foi ainda mais longe: a hairstylist do show se propôs a respeitar o cabelo natural de todas as meninas na passarela.
Alanna Arrington no Victoria's Secret Fashion.


Capa da Valentina


A ELLE, é claro, não podia ficar de fora do debate. Sua capa de novembro apostou mais uma vez em uma modelo trans. Depois da grande Lea T, foi a vez de Valentina Sampaio estampar uma edição da revista.
Valentina Sampaio

Faltaram muitas das 100.000 das novidades do ano de 2016 mas com essa pequena retrospectiva chegamos a conclusão que inclusão social define os ultimos tempos. Beijos
EQUIPE TÉCNICA 
Edição de textos - Editorial - Textos - Revisão de Textos - Produção - Consultoria de Moda - Jornalista: Noeli de Carvalho e Silva
Fotos - Modelo - Blogueira - Youtuber: Iana de Carvalho Silva / Iana de Carvalho DRT 0010057/BA

Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *