Slide

PUBLICIDADE 728X90

Gisele Bündchen no verão 2017 da Colcci (Foto: Divulgação)
Como Gisele Bündchen se comporta em um nightclub? Um tantinho da versão "baladeira" da über pode ser vista na campanha de verão 2017 da Colcci, que Vogue mostra em primeira mão nesta página.
Gisele Bündchen no verão 2017 da Colcci (Foto: Divulgação)
Fotografada por Gui Paganini (com making of de Lu Prezia), beleza de Henrique Martins e styling de Daniel Ueda, a top vestiu as peças da nova coleção da marca e posou em clima de danceteria rodeada por um casting que inclui Amanda Wellsh e Bruna Tenório para o ensaio que será lançado oficialmente no dia 27.07 pelo Spotify. A label apresentará a playlist "Party All The Time” com 10 mash-ups criados por DJs brasileiros inspirados em cliques do ensaio com Gisele. Fique de olho!
Gisele Bündchen no verão 2017 da Colcci (Foto: Divulgação)

Vermelho aurora: aposte no tom para looks marcantes

vermelho aurora (Foto: Getty Images)
Vermelho aurora: escolha infalível - seja em roupas, acessórios ou beleza - para uma produção marcante, a cor sempre foi considerada sinônimo de paixão e desejo. Vibrante, glamuroso e convidativo, o tom, ao mesmo tempo misterioso e com ares intimidadores, é versátil e eleva a confiança em versões mais abertas.
vermelho aurora (Foto: Getty Images)
Presença garantida nas passarelas de inverno internacionais, seja no formato texturizado da Akris ou no combo plataforma + meia calça da Gucci, é interessante combiná-lo, no caso de um look monocromático, às texturas e diferentes nuances, como o cereja, o bordô, o amora... O importante é adicionar variedade às produções e ao closet.
vermelho aurora (Foto: Getty Images)
Para quem não abandona, jamais, o estilo femme fatale, versões em seda ultrasexy e decotes poderosos já falam pelo conjunto. No caso das moderninhas, golas turtle neck, que adicionam à qualquer look muita informação de moda, é a pedida certeira. E se você é do tipo que prefere acertar no look com pontos fortes de cor, acessórios no estilo Stella McCartney ou uma bolsa a la Nina Ricci dão o recado.
vermelho aurora (Foto: Getty Images)
Se você ainda duvida do poder do vermelho aurora - lembrando que a cor já era utilizada por indígenas brasileiros, que costumavam se pintar (urucum e pau-brasil) para se enfeitar para rituais e festas - confira ao longo da página uma seleção de produções com autoridade para se inspirar já.
vermelho aurora (Foto: Getty Images)

Helo Rocha conquista noivas com seus modelos handmade

Estilista ganhou mercado depois de criar o vestido de Preta Gil

Em abril do ano passado, na temporada para o verão 2017, Helo Rocha levou para a passarela do São Paulo Fashion Week uma série de longos brancos rendados, inspirados nos orixás e na Bahia.
Helo em seu ateliê ao lado de uma de suas criações (R$ 9.608) (Foto: Cassia Tabatini e Divulgação)
As peças logo despertaram o desejo de noivas de todo o Brasil - e foi assim que a estilista entrou com o pé direito na cena bridal. Em menos de um ano, 15 criações saíram de seu ateliê na Alameda Franca, no bairro dos Jardins, em São Paulo, direto para casamentos em diversas capitais do País.

 O début oficial no universo das noivas aconteceu em maio do ano passado, no casamento da cantora Preta Gil, amiga de longa data de Helo. “Ela queria algo clássico, com corselete. Mas a cada prova eu percebia que esse não era o caminho”, conta. Até que, na penúltima prova, a estilista decidiu arrancar o forro para dar mais leveza à peça - por baixo do vestido, Preta usou uma anágua (na igreja) e um macacão de renda (na festa). O modelo, que carregava ainda 50 mil micropérolas bordadas, fez Helo quebrar a cabeça para realizar o sonho da amiga-cliente e se manter fiel ao DNA de sua grife.
Noiva cool: o inverno 2016 da estilista: referência para quem quer se casar com seus vestidos (Foto: Cassia Tabatini e Divulgação)

Depois da cantora, as noivas que procuravam Helo sempre apontavam seu verão 2016 como referência, o que a fez entender que elas não queriam o estilo princesa. A partir daí, suas inspirações foram criaturas místicas, o sincretismo religioso e a iconografia de diferentes culturas, tudo com um toque de sensualidade levemente transgressor. O resultado? Vestidos com um patchwork de rendas, com bordados nada óbvios e franjas de pérolas e canutilhos, além de detalhes de python.


Difícil imaginar o diálogo entre essa mistura de materiais, mas é aí que está a graça dos vestidos de Helo. “Não são roupas para ficar parada. A principal característica delas é o movimento”, explica a estilista, que cobra a partir de R$ 15 mil por um modelo exclusivo e agora se dedica também aos vestidos sob medida para madrinhas e convidadas. 

No processo criativo da estilista nada é terceirizado: tudo é feito no seu ateliê, do molde aos ajustes finais, reforçando o ar couture e handmade característico das criações de Helo, que tem entre suas clientes nos red carpets celebridades como Sabrina Sato e Juliana Paes. 

Se suas peças fogemdo óbvio, as noivas também não seguem a linha tradicional. “As mulheres que atendo são decididas, por isso o processo de execução acaba sendo bem rápido. Já produzi um vestido para um casamento que aconteceria dali a dois meses!”, conta.
EQUIPE TÉCNICA 
Edição de textos - Editorial - Textos - Revisão de Textos - Produção - Consultoria de Moda - Jornalista: Noeli de Carvalho e Silva
Fotos - Modelo - Blogueira - Youtuber: Iana de Carvalho Silva / Iana de Carvalho DRT 0010057/BA

Compartilhe o post com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *